Aplicativo do Bolsa Família Existe?

Compartilhar é se importar!

O aplicativo do Bolsa Família foi lançado recentemente. Gerado pelo governo com o objetivo de oferecer ao cidadão beneficiário do programa um serviço mais transparente, ágil, destinado a proporcionar maior comodidade a todos os beneficiários que possuem dispositivos eletrônicos com acesso a internet.

Sendo assim, o Bolsa Família é um dos principais programas sociais do Governo Federal. Ademais, este projeto foi criado no ano de 2003. E certamente, até hoje, tem auxiliado milhões de pessoas a saírem do estado social, classificado como pobreza ou extrema pobreza.

O Programa Bolsa Família está previsto em lei – Lei Federal nº 10.836, de 9 de janeiro de 2004. É regulamentado pelo Decreto nº 5.209, de 17 de setembro de 2004, e outras normas.

Portanto, cada família tem direito ao recebimento do benefício mensal, com valores determinados pelo governo. E assim que realizar o cadastro para ter acesso ao benefício, o governo faz o levantamento dos dados.

Então, verifica se as famílias interessadas em se cadastrar no programa atendem aos requisitos. Por fim, estas famílias poderão ser contempladas e passar a receber o auxílio financeiro.

Sobretudo, os beneficiários do Programa Bolsa Família recebem os seus pagamentos mensais. Primordialmente, por meio do saque em agências da Caixa Econômica Federal ou em casas lotéricas. Para isso, utiliza-se o cartão específico do programa social Bolsa Família, a fim de que se tenha mais segurança.

Dessa maneira, os saques dos benefícios ficam disponíveis a partir da data de pagamento estipulada em um Calendário Anual. De tal forma que o calendário possua datas diferentes a cada mês do ano em vigência, sendo divulgado pelo governo.

O Que é Calendário Bolsa Família?

O calendário do Bolsa Família é disponibilizado à população no início do ano de vigência dos pagamentos.

Por exemplo, no início do ano de 2020, foi disponibilizada a consulta ao calendário de pagamento do Programa Bolsa Família, para a vigência do próprio ano de 2020.   

No entanto, para que os beneficiários do programa tenham acesso a todas as informações referentes ao Bolsa Família, o governo disponibilizou meios de divulgação. Em que esses meios, todavia podem ser através da forma presencial e da forma eletrônica. Então, de maneira mais detalhada, podemos conhecer esses meios de divulgação.

Forma Presencial

Nesse ínterim, da divulgação no modo Presencial, o beneficiário do Programa Bolsa Família deve se dirigir diretamente a uma agência ou a casas lotéricas da Caixa Econômica Federal.

Onde o calendário de pagamentos estará fixado em algum quadro. Assim, o beneficiário poderá consultar os dias de pagamento do seu benefício durante o ano corrente.

Nesse sentido, caso não encontre o calendário, peça ajuda a um dos atendentes que deverão lhe informar sobre o anuário e as datas corretas.

Meio Eletrônico

Através do meio eletrônico, o beneficiário que tem acesso à internet, até pouco tempo atrás, só tinha como meio de visualização e consulta do calendário o próprio site da Caixa Econômica Federal.

Porém, com efeito da inclusão social e o avanço da tecnologia, foi criado o aplicativo do Bolsa Família.

Assim, o aplicativo do Bolsa Família foi produzido para que os beneficiários possam acompanhar o pagamento e as informações do programa. Tudo isso na tela do celular, com praticidade e rapidez.

Dessa forma, utilizando o aplicativo, é possível ter acesso ao calendário de pagamentos. Também pode ficar sabendo da situação do benefício e consultar as últimas parcelas disponibilizadas. Ao mesmo tempo, é possível ainda encontrar a agência da Caixa mais próxima.

Por isso, o aplicativo do Programa Bolsa Família está disponível para download de modo gratuito. Basta que os beneficiários possuam acesso à internet diretamente de seus celulares ou tablets. O aplicativo está disponível para Android na Google Play, para iPhone na App Store e para Windows na Windows Store.

E caso você possua celular ou tablet com acesso à internet, a consulta do calendário pode ser feita através do aplicativo. A partir daí, cria-se um login individual e intransferível.

O aplicativo Bolsa Família

Por meio do aplicativo, há a possibilidade de ter acesso a todas as informações referente ao programa. Por exemplo: status do benefício, valor de pagamento do Bolsa Família, calendário de pagamento do Bolsa Família, entre outros.

Então, veja algumas das utilidades do aplicativo:

Consultar o Calendário de pagamento do Bolsa Família – para que o beneficiário saiba exatamente quando o saque estará disponível e não se desloque desnecessariamente até a agência.

Descobrir a Caixa mais próxima – bateu dúvida sobre onde tem agência da Caixa na sua região? Não tem problema, basta abrir o aplicativo e procurar pela agência mais próxima de você.

Consultar o benefício – veja como está a sua situação cadastral e descubra qual o seu saldo de pagamento.

Portanto, você pode baixar o aplicativo gratuitamente em celulares com sistemas Android, Windows Phone e IOS. Aqui segue os links para baixar de acordo com o seu sistema:

Android – Baixe Aqui

IOS – Baixe Aqui

Windows Phone – Baixe Aqui

Uso do aplicativo passo a passo

O passo a passo para o uso do aplicativo do Bolsa Família é descrito a seguir:

  • Instale o aplicativo direto da loja de aplicativos do seu celular ou utilizando um dos links citados acima, selecionando o sistema operacional do seu dispositivo.
  • Após a instalação, acesse o aplicativo no ícone Bolsa Família. Mas se ele não estiver na página inicial do seu dispositivo, você pode usar a ferramenta de busca do aplicativo para localizá-lo.
  • Para que você possa iniciar o uso dessa ferramenta, é necessária uma terceira etapa. Essa etapa se refere à inscrição e o preenchimento dos campos obrigatórios. Então, ao abrir o aplicativo aparecerão campos que precisam ser preenchidos para obter acesso. Nesses campos são exigidos os seus dados pessoais, como: nome completo, o RG e o número do cadastro cidadão. Esse número pode ser encontrado na sua carteirinha do Bolsa Família.

Se acaso preferir, ao instalar o aplicativo no seu dispositivo móvel, o primeiro passo é digitar o número do seu NIS. Com esse dado inserido, o aplicativo será capaz de localizar o seu cadastro virtual e disponibilizar toda a informação referente ao seu benefício. Dessa forma, poupando tempo de digitar sempre os seus dados a cada acesso.

Porém, caso tenha a intenção de verificar apenas o calendário de pagamento, não é necessário fazer o login.

Basta clicar diretamente na opção de verificar o calendário de pagamento. Após isso, selecionar o número final do seu NIS, assim como é feita a consulta no modo presencial ou pelo site da Caixa Econômica Federal.

Saiba como se cadastrar no Programa Bolsa Família: https://www.programabolsafamilia.com/como-fazer-cadastro-no-bolsa-familia/

Benefícios

Dessa forma, podemos perceber que o aplicativo veio para trazer mais inclusão às pessoas que possuem acesso à internet nos dispositivos móveis.

Sendo assim, o uso do aplicativo diminui a necessidade de depender do deslocamento a um computador ou até mesmo se dirigir à uma agência da Caixa Econômica Federal ou casas lotéricas, facilitando a vida do beneficiário em qualquer lugar e hora.

De fato, o aplicativo traz muitos benefícios. Onde o beneficiário do programa pode se informar mais facilmente sobre o funcionamento do Bolsa Família e controlar melhor os seus ganhos no Programa Bolsa Família.

E além de todas as facilidades e dos métodos tecnológicos disponíveis, ainda assim, é possível entrar em contato com o setor responsável para esclarecer as dúvidas.

Nesse ínterim, existe também o número de contato 0800 do Bolsa Família, que são os números que o Governo Federal disponibiliza à população para tirar dúvidas sobre os benefícios.

Visto isso, os dois principais números são:

0800 707 2003 – Telefone do Bolsa Família junto ao Ministério do Desenvolvimento Social (MDS).

0800 726 0207 – Telefone da Caixa Econômica para cidadãos.

O Bolsa Família vai acabar?

De acordo com resultados nos sistemas de busca da internet, sobre a procura do fim do programa, que se espalhou nas redes durante todo o ano passado. Também sustentados pela fala de Paulo Guedes, atual ministro da Economia do Brasil.

Sendo assim, em meados de maio de 2019, o Ministro da Economia declarou que a previdência ameaçava engolir o Brasil. Para isso, Paulo Guedes participou de uma audiência pública na comissão mista de orçamento do Congresso.

Essa ocasião pode ser assistida no link – https://www2.camara.leg.br/atividade-legislativa/webcamara/ao-vivo/transmissoes-do-dia.

Além disso, o ministro foi à comissão de orçamento pedir que o Congresso aprovasse um crédito suplementar. Esse crédito seria de R$ 248 bilhões para o governo pagar despesas primordiais, deste valor quase R$ 7 bilhões vão para o Bolsa Família.

Ademais, o ministro pediu apoio aos parlamentares para aprovar o crédito suplementar. Isso significa emitir mais títulos da dívida pública, e se endividar.

Portanto, o pedido necessita de aprovação do responsável pela Comissão de Orçamento e depois em uma sessão conjunta com Deputados e Senadores. Em contrapartida, vai faltar dinheiro para os benefícios.

O Ministro falou ainda sobre os polêmicos cortes no orçamento da educação. Em conclusão, o presidente Jair Bolsonaro anunciou a criação do pagamento de 13º salário às famílias beneficiárias do programa, bem em meio à crise na Educação.

Originally posted 2019-05-28 22:32:51.

Compartilhar é se importar!

14 Comentários

    • Eu e meu esposo estamos desempregados e não temos renda e o valor do meu benéficio foi diminuído e recebi uma mensagem falondo que minha renda e maior que o permitido como se não tenho rendo como resolvo.

      Resposta
    • Toda cidade tem um setor específico que trata o bolsa família, ela tem que procurar este setor da prefeitura e pedir a revisão do benefício, deve levar documentos pessoais de todos os integrantes da família, carteira de trabalho de todos e comprovante de residência atualizado.

      Resposta
  • Eu sou a Letícia. Eu e meu marido não temos renda nenhuma e o meu bolsa família, teve um corte porque

    Resposta
  • Tenho 16 anos e meu namorado tem 19 não moramos juntos e temos uma filha de 6 meses e ele não ganha um salário mínimo e nem trabalha tenho direito ao bolsa família?

    Resposta
  • Eu so recebo 39 reais isso não dá pra mim compra nem um pacote de fralda pro meu filho e ainda moro se aluguel so mae solteira e não tenho condições e ainda só recebo 39 reais por favor aumenta isso ….. tem gente q recebe muito nem precisa e tem gente que precisa e não recebe nada..

    Resposta
  • Minha mãe recebe o benefício pois tenho 2 irmãos menores de idade. Eu moro em uma outra cidade longe de minha mãe e quero trazer meu irmão pra morar comigo se ele vier morar em outra cidade Minha mãe pode perder o benefício ? Sendo que se ele vier ela depositara todo mês ajuda pra ele…ou será bloqueado?

    Resposta
  • Meu bolsa família foi cancelado e u levei todos os documentos dia 13de agosto e tem 5meses que não pego nada e meu nis está ativo gostaria de saber se vou pegar de volta ou não vou pega mais estou precisando estou desempregada e meu esposo

    Resposta
  • Como faço pra saber se vou pegar o bolsa família ocaseladoo e já tem 5meses estou precisando muito já levei todos meus documentos pRa atualização em 13de agosto

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo